Muitos anos e dois meses sem fumar

Número 509 Muitos anos e dois meses sem fumar Rubem Penz Acompanho com interesse, torcida e alegria as notas positivas que amigos postam nas redes sociais. E uma das minhas favoritas é a de que o notic...

Oráculos do esporte

Número 508 Oráculos do esporte Rubem Penz Sou consumidor confesso de crônica esportiva. De toda ela: escuto programas especializados no rádio, assisto balanços da rodada na TV e, claro, leio colunas so...

Janeiro de idas e vindas

Número 507 Janeiro de idas e vindas Rubem Penz Na infância e adolescência vivi a ventura de um exílio voluntário para escapar da ditadura do calor: férias escolares inteiras no Litoral. Meu pai, à époc...

Um bálsamo chamado desilusão

Número 506 Um bálsamo chamado desilusão Rubem Penz O amor quando acontece A gente esquece logo que sofreu um dia Ilusão João Bosco É comum apontarmos alguém de olhar cabisbaixo, caminhar arrastado, r...

12 razões para o ano ter valido a pena

Número 505 12 razões para o ano ter valido a pena Rubem Penz Se em 2012 aconteceu ao menos uma dessas doze situações, já valeu. Se mais de uma, ótimo. Grande parte? Então espere muito de 2013, pois voc...

Pedidos de Natal

Número 504 Pedidos de Natal Rubem Penz Transcrevo para vocês a carta de uma amiga (oculta). Não para o Papai Noel, escreveu para mim, mesmo. “Caro Rubem, meu drama, em detalhes... Sabe como é fim...

Um filme diante dos olhos

Número 503 Um filme diante dos olhos Rubem Penz Um dia vi o trabalho de um homem que fotografou durante anos a mesma paisagem. Todos os dias, ou com uma frequência quase assim. Então, montou os instant...

Luz e sombra

Número 502 Luz e sombra Rubem Penz Aos nove anos, ela só tinha olhos para os meninos que dominavam o recreio – eram bravos, jogavam futebol, zoavam com os colegas e, em alguma medida, maltratavam as me...

Beckers Likör

Número 501 Beckers Likör Rubem Penz Amarelo ouro, aromático, adocicado. Perfeito para deixar repousando sobre a língua até quase o ponto de anestesia. Sem a menor pressa, embriagar as papilas. Com o me...

Virando a página

Crônica 500 Virando a página Rubem Penz Interessante essa figura de linguagem a ser aplicada em nossa vida: virar a página. Mais do que ir adiante, parece significar o ato de deixar de olhar para o que se ...