Rufar dos Tambores

Número 373

GUIA DO COMENTARISTA INSTANTÂNEO

É chegada a Copa do Mundo e você, que não gosta, entende ou acompanha futebol, na certa será convidado para assistir os jogos com os colegas de trabalho. Pior: com o chefe. E agora? Como fazer amigos e influenciar pessoas em uma situação tão adversa? Pois tenha sucesso e garanta seu status com o Guia do Comentarista Instantâneo, uma compilação de frases que jamais deixarão você passar por ignorante. Essa é a mais perfeita combinação de obviedades e platitudes futebolísticas ‒ expressões que farão sentido em qualquer partida. Para tanto, basta saber se o jogo está empatado, se o seu time está perdendo ou ganhando. Dica: o placar costuma aparecer no alto da tela da TV. Boa sorte!

1. Enquanto o jogo está zero a zero:

* Quem abrir o placar forçará o oponente a sair mais para o jogo.

* Esse empate nos dá a falsa impressão de termos a partida sob controle.

* Não dá para vacilar na defesa…

* Ainda está faltando um pouco de qualidade no último passe. (coringa)

* O gol que não marcarmos pode fazer falta logo adiante.

* Em jogo assim, é preciso ganhar o meio de campo.

* Ligação direta entre defesa e ataque é pouco eficaz: o adversário estará sempre de frente para a bola.

* Estou preocupado: quem não faz, toma. (um clássico)

* Centro-avante sozinho é meio gol.

2. Ao levar um gol:

* Eu disse que não se podia vacilar na defesa!

* O melhor é empatar antes que eles gostem do jogo! (e alguém odeia estar ganhando?)

* Precisamos avançar os alas, mas sem descuidar da cobertura.

* Ainda tenho a esperança numa bola parada…

* Tem que ter mais aproximação: fazer o dois/um. Desloca e recebe!

* Só não deixem os defensores no mano-a-mano!

3. Se empatar:

* Eu disse que seria de bola parada! (se o gol nasceu de falta ou escanteio)

* Eu disse que precisava de aproximação! (se foi em troca de passes)

* O caminho era lançamento nas costas da zaga! (se foi ligação direta, mesmo incorrendo em clara contradição – o gol apaga tudo).

* Agora estamos mais perto da virada.

* Onde entrou um (gol), entram mais.

* Tá, mas ainda não estamos ganhando… (dã!)

4. Quando se está na frente no placar:

* Tem jogo pela frente, um a zero é perigoso, não dá para relaxar…

* Dois a zero é o placar mais perigoso: se achar que já ganhou, babaus!

* É, mas não adianta nada se eles não souberem por que estão ganhando.

* Aiaiai… continuo com medo daquele gol perdido: pode fazer falta depois.

* Agora é só cercar. Mas sem falta! Sem falta!

* Precisam compactar mais o meio de campo (coringa).

* Se não tomarmos nenhum gol, já ganhamos! (óbvio dos óbvios)

5. Sobre a arbitragem:

* Na Libertadores isso nem seria falta.

* Só quero vê-lo respeitar os mesmos critérios… (diz tudo sem dizer nada)

* Cuidado para não fazer pênalti – esse juiz, não sei…

* O cara ficou pendurado no cartão amarelo! No segundo, rua!

* Olha lá: quem dava condições foi o mesmo que levantou a mão pedindo impedimento! (é quase sempre assim)

* A zaga não pode ficar em linha: desconfio deste bandeira.

* Quero só ver quantos minutos teremos de desconto. Quero só ver!

Terminada a partida, volte para a lista e mude algumas palavras por sinônimos, inverta a ordem direta, ou mesmo decore tudo igual para o jogo seguinte. Afinal, bastará acrescentar: Precisam compactar mais o meio de campo! Outra vez!

Comentários
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar