Rubem Penz

Hoje, nosso país pode ser visto por três vieses, todos válidos, todos vagos. Complementares entre si em algum sentido, também excludentes. São eles, por ordem de representatividade nas discussões reais e virtuais (impressão minha), o pessimista, o otimista e o realista.

O primeiro deles, que chamo pessimista, nota a realidade de modo indignado e lúgubre – incapaz de associar a pátria a conceitos positivos. Olha para trás com desencanto, para o lado com desdém (e preconceito) e para frente com desprezo.

O outro, de um otimismo incorrigível e de um nacionalismo ingênuo, soa meio antiquado – parece o velho discurso ufanista requentado de tempos em tempos. Atrás de si, vê um deslumbramento. Ao seu lado, tudo é ilusão e, adiante, o esplêndido.

O terceiro, suavemente mais realista, é movido pela busca do equilíbrio e da perspectiva – quem sabe até vislumbre alguma solução. Em retrospectiva, o olhar realista vê o quanto avançamos. Ao redor, o muito a fazer. No futuro, suavemente (como já referi), uma luz de esperança.

Neste pequeno teste, descubra qual destes olhares predomina em você. De A a Z, complete a gosto a seguinte frase:

“O Brasil é (ou está) …”

A de Atroz / Amoroso / Atento

B de Bárbaro (no mau sentido) / Bárbaro (no bom) / Batalhador

C de Corrupto / Cordial / Capaz (de)

D de Desigual / Dócil / Disposto (a)

E de Embaraçoso / Emergente / Escolado

F de Falido / Fascinante / Factível

G de (Uma) Gangue / Generoso / Grande

H de Hostil / Hospitaleiro / Heroico

I de Inviável / Inigualável / Insistente

J de Joio / Joia / Jovem

K de Kafkiano (vale para os três vieses)

L de (Operação) Lava-jato (idem)

M de Miserável / Maravilhoso / Meio-termo

N de Nauseabundo / Notável / (somos) Nós

O de Obtuso / Ostentoso / Obstinado

P de Pacífico (de novo, vale para os três)

Q de Quadrilheiro / Quente / Quimérico

R de Racista / Receptivo / Recuperável

S de Subserviente / Simpático / Sobrevivente

T de Tudo de ruim / Tudo de bom / Tudo isso e mais

U de Usurário / Único / Utópico

V de Vexatório / Vivaz / Viável

X de Xiita / Xodó / (o Eike B. complicou essa letra)

Z de (Uma) Zona / Zombeteiro / (Operação) Zelotes

Crônica publicada no Metro Jornal

Textos Relacionados

Comentar

Your email address will not be published.