Cais de maduro, cais de podre

Rubem Penz Esta será a última de cinco crônicas sobre o mesmo tema: O Centro Histórico de Porto Alegre. Recapitulando, comecei implorando para que você, leitor ou leitora, leve as crianças ao Centro para, ne...

Acima de tudo, nós

Rubem Penz Rua dos Andradas, 1.234 diz alguma coisa para você? Não?! Pois este é o endereço de um dos principais e míticos arranha-céus de Porto Alegre, o Edifício Santa Cruz. Obra do arquiteto Carlos Alb...

Leve as crianças ao Centro

Rubem Penz Hoje ainda, se der, leve as crianças ao Centro Histórico de Porto Alegre. Mais tardar até o final da semana. Melhor: estabeleça uma rotina, resgate uma tradição, pense a longo prazo. Isso será o m...

Cartão-postal dilacerado

Rubem Penz Martins, meu barbeiro, atende na Gen. Andrade Neves, Centro Histórico de Porto Alegre. Essa rua fica no pé da antiga Ladeira, uma quadra acima da Rua da Praia e da Praça da Alfândega; pouco abaixo...

Violência, esgrima e xadrez

Rubem Penz O embate entre dois esgrimistas pode ser definido como a aceleração extrema de uma partida de xadrez. Os deslocamentos espaçados no tabuleiro, dependentes do tempo demandado por cada um dos oponen...

Ipiranga, margens plácidas?

Rubem Penz Uma das principais artérias de Porto Alegre, oito pistas de fluxo contínuo ligando a margem do Guaíba ao extremo leste, caminho para dois dos principais campi universitários do país (Vale/UFRGS e ...

Flechas, Batman, Comunicação e Expressão

Rubem Penz “Comunicação e Expressão” era o nome da matéria que ensinava português lá no colégio. “Matéria” era como chamávamos as disciplinas. Durante tais períodos, recebi fundamentais orientações sobre o b...

A maldição da margem do rio ou lago

Rubem Penz Reza a lenda que a nação Inca, antes de se estabelecer para os lados do Oceano Pacífico, habitava o Paralelo 30, distante do Atlântico uns 100km. Almejando evoluir, projetaram erguer sua primeira ...