Interrogação versus exclamação

Rubem Penz Lembrei de Drummond, lembrei de José. São tantos os Zés. Quase um genérico. “Ô, Zé: vem cá!”, gritamos para aquele que lá se encontra e não sabemos seu nome. Pode ser Augusto, pode ser Bartolomeu. Demétrio, Estevão, Francisco. Hoje – por que não? – quiçá Gabriela, Helena, Isabel. Mas o ano de 2016 […]

Interrogação versus exclamação ler o texto »