Filho, árvore, livro e síndico

Metro Jornal em 17.12.13 Meu pai não se conformava com o fato de seus filhos homens não terem servido às Forças Armadas. Faltou-lhe, talvez, a compreensão sobre os anseios, medos e revoltas da minha geração – nasci no emblemático ano de 1964. Porém, ele dizia que minha visão, mesmo de censura, seria mais qualificada se …

Filho, árvore, livro e síndico ler o texto »