Orgasmo

Orgasmo

Rubem Penz

– Sabe que até hoje nunca tive um orgasmo?

– Hummm… Não acha que demorou muito para me dizer uma coisa dessas?

– Nem demorei tanto assim.

– Mais de dois anos é um “nem tanto assim”?

– Já faz tudo isso, é!? A gente se perde no tempo meio fácil.

– Deixa ver: falávamos de outro assunto quando você mudou para o orgasmo. E nem tira os olhos do teto para dizer isso. Ou seja, não olha para mim. Eu considerava já termos construído laços de confiança. Estou errado?

– Não seja reativo. Você é o primeiro para quem conto.

– E?

– Talvez fosse importante dizer antes de, sei lá, antes de dizer que… Ai, é difícil falar.

– Se é difícil, é importante…

– Eu quero mudar. É isso. Quero mudar. Vou experimentar com uma mulher. Conheci ela sábado passado e fiquei balançada. Conversa vai, conversa vem, soltei esse lance do orgasmo. Assim, do nada. Me senti à vontade, sabe? E ela disse que poderia me ajudar.

– Você falou de nós?

– Claro! Não me queixei, não se preocupe. Nem disse seu nome. E quando chegamos no orgasmo, ela perguntou se eu havia dito pra você.

– Chegaram ao orgasmo!?

– Na conversa. Chegamos ao ponto de falar no orgasmo. Se fosse isso que você entendeu, eu não diria que nunca tive um, né? Lógica, lógica.

– Pois bem. Estranhamente, me sinto até meio prestigiado.

– Não sinta. A ideia nem foi minha. Só estou falando porque ela insistiu. Achei até meio estranho. Fiquei pensando se vocês se conhecem.

– E nos conhecemos?

– De fora, a gente fica com a impressão que todos os analistas se conhecem.

Comentários
close

Inscreva-se para receber as crônicas do Rubem semanalmente, direto no seu email.

Não enviamos spam!

2 comentários em “Orgasmo”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima