Muitas histórias em sua história

Ter a trajetória eternizada em um livro já é um privilégio. Multiplica isso, agora, por uma nação. Pois essa é a oportunidade que se abre para cinco tricolores e cinco alvirrubros na Santa Sede: ter as suas experiências de vida como torcedor apaixonado representando toda a torcida no livro “Porto Grenal Alegre”. É como escalar a si para entrar em campo em noite de clássico.

E não é só isso. Por trabalhar o gênero crônica – aquele de maior presença autoral –, a oficina propicia reconhecer e desenvolver a voz própria. É uma valiosa ferramenta para treinar a concisão, o charme narrativo, a variedade de repertório e a criatividade. Auxilia no refinamento do raciocínio, relaxa a tensão profissional ocupando o cérebro com desafios diferentes, oportuniza aprender com cada texto seu e, principalmente, com todos os textos dos colegas. Aprimora o talento em comunicação & expressão e a sociabilidade – habilidades que estão no topo das mais valorizadas em qualquer carreira nos dias de hoje.

Todos conhecemos gremistas ardorosos, colorados apaixonados.

São eles para quem você precisa mandar essa crônica urgentemente.

Pode até parecer que exagero, mas ainda tem mais. Mesmo que por um tempo limitado, conviver semanalmente com um grupo capaz de enriquecer nossa vida já pode ser inscrito no patamar de regalia. A Santa Sede, na qual o respeito pela literatura é o fator de convergência entre as pessoas, tem o condão de transformar desconhecidos em colegas e, na camaradagem do bar, colegas em amigos. Por isso, não é surpresa o prestígio do módulo Master Class – possibilidade de, ano após ano, voltar para a oficina em um novo projeto editorial. Por fim, nos saraus, noites de autógrafos e festas, ganha-se a chance de ampliar a rede de afeto.

Todos conhecemos gremistas ardorosos, colorados apaixonados. Muitos são bons leitores e, alguns, até já experimentaram uma oficina literária ou outra. São eles para quem você precisa mandar essa crônica urgentemente. Logo mais se fecha a janela de oportunidade – são pouquíssimas vagas. Estarei de plantão para responder com a ementa e, nela, estão todas as informações. Basta mandar um WhatsApp para (51) 99123-5540. Será nosso presente para Porto Alegre em seus 250 anos: contar com orgulho as histórias da mais importante rivalidade brasileira, um dos dez maiores clássicos do mundo.

gostou? comente!

Scroll to Top